top of page

Elisabetta Santoro

é graduada em Línguas e Literaturas Estrangeiras na Università degli Studi di Bari (alemão/ inglês), Itália, e em Tradução na Ruprecht-Karls Universität de Heidelberg, Alemanha. Concluiu o Mestrado em Língua e Literatura Italiana e o Doutorado em Linguística na Universidade de São Paulo (USP), na qual, desde 2003, é docente do curso de Letras (Área de Língua e Literatura Italiana). Orienta pesquisas em nível de Mestrado e Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Italianas.

 

Seus principais interesses de pesquisa são: aquisição de segundas línguas, ensino e aprendizagem do italiano L2, pragmática linguística, semiótica narrativa e discursiva e migrações, especialmente, da Itália ao Brasil.

 

É pesquisadora do LEER e do projeto Fapesp “Deslocamentos humanos: narrativas e representações nos séculos XX e XXI”, no âmbito do qual se dedica ao subprojeto “A construção da italianidade: discurso, memória e identidade”. É líder do grupo de pesquisa "Pragmática (inter)linguística, intercultural e cross-cultural" e vice-líder do grupo "Língua, identidade e memória: o italiano dos italianos em São Paulo", ambos cadastrados no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. Preside a Associação Brasileira de Professores de Italiano (ABPI) e é membro da diretoria da Associação Internacional de Professores de Italiano (AIPI). É editora responsável dos números dedicados aos estudos linguísticos da Revista de Italianística.

lattes.png
orcid.png
transferir_edited.png
google schoolar2.png
bottom of page